26/06/2023

Grafoscopia: o que é e para que serve?

Estudos da escrita manual podem salvar o seu negócio. Veja como a a grafoscopia é utilizada como ferramenta antifraude.

Indira Bovolenta Indira Bovolenta
Imagem ilustração de um documento com uma lupa ampliando partes dele

Se você gosta ou está por dentro do tema de investigações criminais, provavelmente já viu ou assistiu alguém analisando e comparando assinaturas para ver se eram iguais, ou se haviam sido adulteradas. Mas, para muito além dos filmes de detetive, a análise de assinaturas desempenha um papel crucial no universo de prevenção à fraude como forma de garantir a autenticidade e validade do documento que está sendo assinado, e nesse contexto, entra em cena a grafoscopia. 

O que é grafoscopia? 

A grafoscopia é uma das etapas da documentoscopia (uma ciência forense especializada no estudo e análise de documentos, com o intuito de determinar sua autenticidade ou falsidade). Trata-se da análise minuciosa da escrita manual com o objetivo de avaliar as características individuais presentes na caligrafia de uma pessoa.  

Desde a infância quando começamos a aprender a escrever, desenvolvemos gestos próprios que imprimem uma identidade própria e podem ser mapeados e identificados por um perito no assunto. Essas características podem incluir a forma das letras, a inclinação das palavras, o espaçamento entre os caracteres, a pressão exercida na escrita, entre outros elementos. 

Para que serve a grafoscopia? 

Através da grafoscopia, é possível comparar diferentes amostras de escrita, como assinaturas, documentos manuscritos ou até mesmo anotações e assim identificar possíveis falsificações ou detectar alterações fraudulentas. 

Muitos golpistas utilizam da falsificação de assinatura para adquirir bens e tomar vantagem frente a contratos e solicitações de crédito feitas em instituições financeiras no nome de outras pessoas. Sendo assim, a grafoscopia é frequentemente utilizada em investigações criminais, instituições financeiras, empresas e organizações governamentais para verificar a autenticidade de assinaturas em diversas transações afim de prevenir fraudes.  

Quem é o responsável por realizar a grafoscopia? 

As análises grafoscópicas são realizadas por Peritos Grafotécnicos, profissionais especializados em identificar se uma assinatura foi feita por uma determinada pessoa ou não. Para atuar nessa área é necessário realizar um curso de formação e adquirir os conhecimentos necessários para o exercício da profissão. 

Antigamente os especialistas em grafoscopia utilizavam uma variedade de instrumentos para auxiliar na análise da escrita manual, como lupas e microscópios, fotocopiadoras e scanners. Mas, atualmente com o avanço da tecnologia a grafoscopia se beneficia de técnicas modernas de análise digital, como a digitalização e a análise computacional da escrita. 

Como a Who utiliza essa ciência?

Atualmente, essa ciência tem se desenvolvido inclusive tecnologicamente, como já foi mencionado, tornando sua avaliação cada vez mais precisa e por isso é uma ferramenta importante na prevenção de grandes negócios.

Aqui na Who, disponibilizamos a grafoscopia como uma das soluções de verificação de identidades que nossos clientes podem selecionar e incluir na sua jornada de prevenção à fraudes.

Quer implementar essa solução na sua empresa? A Who pode te ajudar! Saiba mais sobre essa e outras soluções clicando aqui