07/11/2023

Semana da Segurança 2023: empresas se unem contra golpes online

Em sua terceira edição, Semana da Segurança traz dicas de como se proteger de golpes na hora de comprar e vender.

Indira Bovolenta Indira Bovolenta
Em sua terceira edição, Semana da Segurança traz dicas de como se proteger de golpes na hora de comprar e vender

Nos dias 23 a 29 de outubro de 2023, a Who se uniu às empresas AllowMe, iCarros Itaú, Grupo OLX, Unico e Zoop para realizar a terceira edição da Semana da Segurança, uma campanha voltada para a educação digital dos usuários. Com a hashtag #JuntosPelaSegurança e o lema “Guardiões da Segurança”, a iniciativa reuniu empresas dos segmentos de marketplace, prevenção a fraudes e transacional do Brasil para conscientizar sobre os riscos de golpes na compra e venda de bens de consumo e automóveis e ensinar como se proteger.

“Os fraudadores se atualizam diariamente sobre como se passar por alguém ou mesmo no aperfeiçoamento para burlar um processo. Por isso, é de extrema importância ficarmos atentos nas abordagens do dia a dia”, alerta Thalita Sobrinho, líder do Núcleo Antifraude da Who.

Durante o período, todo o conteúdo da campanha pôde ser visto nos sites, apps e redes sociais das empresas participantes, usando uma identidade visual que combinou elementos espaciais e da cultura pop com a cibersegurança. Além disso, foi feita uma pesquisa de mercado sobre o tema.

Semana da Segurança 2023: resultados da pesquisa

A pesquisa realizada para a edição deste ano trouxe, entre outras informações, dados sobre principais golpes, perfil das vítimas e bens mais visados. Veja abaixo alguns dos resultados.

Quantidade de golpes

De janeiro a setembro deste ano, foram registrados cerca de 80 mil golpes na compra e venda de bens de consumo no Brasil, representando uma média de 9 mil golpes por mês.

Golpes mais comuns

1º – Falso pagamento (54%): ocorre quando o fraudador envia um comprovante de pagamento falso ao vendedor e some com o produto.

2º – Invasão de conta (22%): como o próprio nome diz, acontece quando o fraudador consegue os dados da conta da vítima e faz movimentações e compras no nome dela. Em média, de janeiro a setembro ocorreram duas tentativas de invasão de conta por minuto.

3º – Anúncio falso (21%): ocorre quando o fraudador anuncia a venda de um produto que não existe, exige pagamento parcial ou total para enviar o suposto produto e, após o recebimento do dinheiro, desaparece.

Bens mais visados

Equipamentos eletrônicos como celulares, computadores, videogames e eletrodomésticos são os principais alvos dos fraudadores. Celulares representam a maioria com 33%, com iPhones liderando na categoria.

Perfil das vítimas

Com expressivos 73%, os homens compõem a maioria das vítimas brasileiras de golpes digitais, sendo que, do total,  71% das vítimas têm menos de 30 anos. No período da pesquisa, a região Sudeste foi a que teve mais registros de golpes: São Paulo lidera com 41%; Rio de Janeiro, 15%; e Minas Gerais, 8%.

Dicas de como se proteger de golpes digitais

No site dos Guardiões da Segurança, há diversas dicas para comprar e vender com segurança. Você pode conferir todas elas clicando aqui. Veja algumas:

  • Negocie sempre pelo chat das plataformas. Evite migrar a conversa com o vendedor para aplicativos de mensagem.
  • Desconfie de preços atrativos. Valores muito baixos são a principal isca que os golpistas usam para atrair as vítimas.
  • Envie ou entregue o produto apenas após a confirmação do pagamento. Confira direto na sua conta ou carteira digital se o valor já está disponível.
  • Ao comprar ou vender um automóvel, marque uma visita presencial antes de fechar o negócio. Escolha locais públicos e movimentados. Vá acompanhado e durante o dia.

Para finalizar, Thalita Sobrinho explica um pouco do papel da Who e estende um convite: “Como Guardiões da Segurança, ajudamos nossos clientes com soluções próprias e de parceiros no combate à fraude, oferecemos jornadas personalizadas, unificando sempre tecnologia e pessoas e potencializando seus resultados. Mas todos nós devemos nos posicionar combatendo a fraude. Desconfie de produtos e serviços abaixo de valor do mercado, se atente quando alguém insistir em pagamento antecipado e, sempre que possível, marque uma visita para ver o item que você está adquirindo. Convidamos você para ser um guardião da segurança dos seus dados. Se mantenha protegido”.

Se você gostou desse conteúdo, não deixe de conferir o nosso site e acompanhar o Blog Who para ficar por dentro de mais assuntos do mercado antifraude!